Dicas Segurança

Como saber se as minhas senhas estão seguras? – 7 dicas de segurança

Escrito por Mateus Barboza

Tem ficado cada vez mais difícil confiar os seus dados em sites, redes e perfis na Internet. É comum que, de tempo em tempo, presenciemos o vazamento de senhas de algum site que era considerado confiável até então.

Um desses vazamentos de senha recentes foi a divulgação de uma lista com 1,4 bilhão de logins e senhas de serviços populares. Tais como Netflix, Linkedin e MySpace.

Se você ainda está perdido sobre como você deve proteger melhor as suas senhas, criando senhas mais seguras, esse artigo é pra você!

7 Dicas para ter senhas mais seguras

Ter senhas mais seguras exige mais do que ter criatividade para elaborá-las. É preciso tomar algumas atitudes para ter senhas mais seguras. Listamos algumas delas a seguir.

  • Tenha senhas diferentes para casa site ou rede social

Muitas pessoas já estão atentas para a necessidade de contar com senhas diferentes para cada site em que cadastram um perfil pessoal. Porém, é ainda muito comum os casos de pessoas que criam senhas idênticas para facilitar o acesso e exigir menos da sua memória.

Porém, essa atitude facilita o trabalho de hackers que, ao descobrir uma das suas senhas, automaticamente descobrirá as outras, caso você use a mesma senha para todos os cadastros.

Por isso, crie uma senha para o e-mail, que é diferente da senha do Facebook, que é diferente da senha do site de compras, que é diferente da senha do seu outro e-mail, e assim por diante.

  • Crie senhas com sequências difíceis

Muitas pessoas criam senhas de sequências fáceis para facilitar a memória. Porém, a memória é apenas uma questão de frequência de uso. É muito mais vantajoso que você leve algum tempo para decorar a sua senha do que ter que sofrer com as consequências de uma senha insegura.

Por isso, faça uma senha que misture letras e números. Além disso, combine letras maiúsculas e minúsculas na mesma senha. Você também pode incluir caracteres especiais como @ e # na sua senha. Isso torna a sequência da senha ainda mais difícil de ser desvendada. Portanto, mais segura.

  • O tamanho da senha

Crie uma senha que tenha, no mínimo, 8 caracteres. Na verdade, quanto mais caracteres uma senha tiver, mais difícil ela será de ser descoberta.

Alguns sites chegam a exigir senhas superiores a 10 caracteres, justamente pensando na necessidade de criar senhas mais seguras.

  • Altere as suas senhas a cada 90 dias

Alterar as suas senhas regularmente dificulta que a sua senha seja descoberta. Por isso, evite usar a mesma senha durante longos períodos de tempo. Isso pode exigir um pouco mais de trabalho da sua memória, mas por outro lado, te protegerá de riscos comuns na Internet.

Assim como alguns sites exigem senhas grandes, muitos deles também forçam os seus usuários a trocar a senha. Os sites que costumam fazer isso geram uma mensagem automática após determinado período comunicando que a senha do usuário já expirou e que ela deve ser trocada.

  • Não use datas e palavras óbvias

Evite usar datas importantes da sua vida como data de nascimento ou de casamento. Palavras óbvias como o nome da sua mãe ou o seu apelido também devem ser evitados.

Sequências muito fáceis como “12345” ou “abcde” também são comuns e impedem que você tenha senhas mais seguras.

  • Não anote as suas senhas em um papel

Papeis são materiais frágeis e que podem ser perdidos facilmente. Por isso, evite anotar as suas senhas nesse tipo de material.

Se a anotação for realmente necessária, seja mais criativo na hora de anotar as suas senhas. Você pode, por exemplo, anotar em algum app virtual de forma não muito explícita, destacando-as naturalmente em algum texto comum.

  • Não compartilhe as suas senhas

Uma dica que parece muito óbvia, mas que ainda é o erro de muitas pessoas. Não seja tranquilo quanto às senhas. Elas são a sua chave para acessar muitos dos seus dados pessoais. Por isso, proteja-a e tenha certeza de que só você tem conhecimento delas.

Sobre o autor

Mateus Barboza

Consultou na Enium Criação de Sites, administrador, designer, social media, fundador do Marketing com Café, podcaster e fotógrafo por hobby.

Deixe um Comentário

Shares
Share This